Economia e o Comércio Internacional Inseridos no Debate Sobre o Fetichismo da Mercadoria na Implantação da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e dos Jogos que a Antecedem no Contexto do Distrito Federal

Autores

  • Alan Gomes dos Anjos Universidade Católica de Brasília

Resumo

O referido artigo apresenta o relatório final de pesquisa social em Serviço Social (desenvolvido no primeiro semestre, do ano de 2013, do curso de Bacharel em Serviço Social, da Universidade Católica de Brasília) intitulado de Economia e o Comércio Internacional, Inseridos no Debate Sobre o Fetichismo da Mercadoria na Implantação da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e dos Jogos que a Antecedem, no Contexto do Distrito Federal, desenvolvido por intermédio de reflexões resultantes da análise de relatórios, pesquisa de campo, referenciais teóricos e das diversas expressões de movimentos sociais, em especial, as organizações populares que fomentam o diálogo entre o Estado e opinam (de forma participativa) no planejamento e gestão de políticas públicas, em prol da liberdade de mobilização e do manifesto de opiniões para além da realidade apresentada de forma imediatista. Possui como principal objetivo, maior reflexão e clareza no que concerne a economia e o comércio internacional, interagidos com a Copa do Mundo de Futebol de 2014 e os jogos que a antecedem, no contexto do DF, frente aos antagonismos perpetuados entre as classes sociais do DF que, ao serem analisadas em sua totalidade, apresentam as possíveis causas da não interação das políticas públicas como mecanismos de reafirmação da garantia dos princípios fundamentais estabelecidos em Constituição com as planejadas para a copa do mundo de futebol de 2014 e os jogos que a antecedem no contexto DF, resultando em uma possível perpetuação da segregação social.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alan Gomes dos Anjos, Universidade Católica de Brasília

[1] Estudante universitário do curso de bacharel em Serviço Social pela Universidade Católica de Brasília (Campus Águas Claras–DF) atuou profissionalmente em diversas áreas públicas e privadas de planejamento e gestão, sendo as mais relevantes: A coordenação regional e um dos membros fundadores do programa de bibliotecas domiciliares Mala do Livro, do Governo do Distrito Federal, integrante da comissão de implantação e implementação do projeto Arca das Letras, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Diretor Geral de Planejamento e Estratégias Sociais da Empresa Wise Editoração e Publicidade e Assessor Especial do Tenente Brigadeiro da Reserva Aeronáutica e Ex-Presidente da Empresa Brasileira de Estrutura Aeroportuária (INFRAERO) José Carlos Pereira. Atualmente exerce como voluntário a função de Presidente do Instituto Cidades do Cerrado.Contato: cidadesdocerrado@gmail.com;

Downloads

Publicado

2014-12-01

Edição

Seção

Artigos