Eu e você, você e eu na língua: uma abordagem interacional para o ensino de língua estrangeira

Eduardo Dias da Silva

Resumo


Apresentamos, neste artigo qualitativo oriundo de uma pesquisa interpretativa de modalidade documental, os princípios teóricos em torno dos conceitos de língua e de linguagem com o objetivo de justificar, um dos possíveis arcabouços teóricos, utilizado no ensino de língua estrangeira (LE). Buscamos destacar o papel da língua, linguagem e da enunciação, salientando a questão da polissemia na constituição destes para o ensino de LE. No presente trabalho concebe-se a linguagem como um processo de interação entre sujeitos sócio-historicamente situados, e não mais a língua isolada do contexto em que é produzida, ou seja, uma linguagem que desempenhe um papel primordialmente social. Desta forma, o uso da linguagem está ligado aos diversos campos da atividade humana e pode ser historicamente construído em torno das trocas nas interações sociais. Alicerçado neste pressuposto da linguagem e para se evitar a prática de ensino que tenha como foco meramente as acomodações de trocas linguísticas, privilegia-se uma prática de ensino de LE que busca contribuições para uma possibilidade de mudança no contexto de ensino e de aprendizagem de uma LE.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista de Letras - ISSN 1982-842X

Universidade Católica de Brasília
Curso de Letras - Bloco E - Sala E011
QS 07 - Lote 01 - EPCT - Águas Claras
CEP 71966-700 - Taguatinga, DF
Brasil - (61) 3356-9139
Brasil
RevistadeLetrasUCB@gmail.com