As relações entre Brasil e China: do pragmatismo à ideologia

Ana Bárbara Damacena

Resumo


A China tem sido cada vez mais presente na economia mundial e, consequentemente, na economia brasileira. Desde a sua ascensão na década de 1990, sua relação com o Brasil rendeu vários acordos firmados e investimentos. Mas, com a evidente mudança do cenário político no país sulamericano, fruto das eleições polarizadas de 2018, torna-se necessário entender se houve alteração no tratamento dessa relação e como isso ocorreu. Sendo assim, o presente artigo se centra em uma análise dos governos de Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (MDB) e Jair Bolsonaro (sem partido), entre 2012 e 2021. Busca-se responder à seguinte questão: como se deu o deslocamento do pensamento de "Política Externa Brasileira para a China" neste período?


Palavras-chave


China; Brasil; Política Externa Brasileira

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.