A participação ativa da família nos atendimentos de estimulação precoce em crianças de zero a seis anos evidencia benefícios positivos: uma revisão sistemática

Diego Soares Souza, Julianna Mendes de Matos Souza, Silvana Carolina Fürstenau dos Santos

Resumo


A estimulação precoce visa um melhor desenvolvimento de crianças de zero a seis anos de idade, e tem por finalidade promover a evolução das funções cognitivas e motoras, por meio de ações diversas. A participação ativa da família tem um papel fundamental durante processo de execução dos atendimentos. O objetivo do estudo é identificar os benefícios da participação ativa da família nas atividades de estimulação precoce a fim de legitimar um desenvolvimento saudável, por meio de uma revisão sistemática, em que foram incluídos sete estudos. Com isso, foi possível observar que o envolvimento da família com o programa de estimulação precoce apresenta um impacto positivo sobre a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças. Ademais, com o estudo espera-se que seja ampliada a discussão sobre a importância do envolvimento da família na estimulação precoce, já que, são poucas as pesquisas que têm investigado sobre a participação intensa da família nesses programas

Palavras-chave


Estimulação precoce; intervenção precoce; crianças; participação familiar; benefícios

Texto completo:

PDF