Validade do teste de corrida de 1600m em estimar o VO2max em praticantes de Jiu Jitsu

Rafaello Pinheiro Mazzocante, Jeeser Alves Almeida, Ricardo Yukio Asano, Pâmella Karoline Morais, Iorrany Raquel Castro Sousa, Emerson Pardono, Herbert Gustavo Simões

Resumo


A potência aeróbia elevada é uma das exigências fisiológicas para os praticantes de Jiu Jitsu. O teste considerado “padrão ouro” desta capacidade é o teste direto de VO2max, considerado um parâmetro fisiológico que permite avaliar o nível da capacidade funcional do sistema cardiorrespiratório, porém, atualmente testes indiretos utilizando equações de predição tem sido propostos e utilizados para determinar o VO2max de forma indireta, possibilitando ampla aplicação prática e maior acessibilidade. Objetivo. Validar uma equação de predição do VO2max a partir do teste de corrida de 1600m em praticantes de Jiu-Jitsu. Metodologia. Participaram da pesquisa 30 homens (24,6 ± 5,1 anos; 76,3 ± 11,4 kgs; 1,77 ± 0,05 m; 24,4 ± 2,94 kg.m2 -1), fisicamente ativos, praticantes de Jiu Jitsu há no mínimo 12 meses. Os participantes realizaram dois testes, em dias distintos, para determinação da potência aeróbia máxima,. Um teste direto de VO2max através de um protocolo de rampa com inclinação fixa de 1% e velocidade ini¬cial de 6km.h-1, com incrementos de 0,75km.h-1.min-1até a exaustão, e um teste de corrida de 1600m em pista, na qual a velocidade média (m.min-1) encontrada foi aplicada na equação proposta por Almeida et al. (2010)Resultados. Os dados apresentaram distribuição normal e não foi observada diferença estatística (p<0,05) entre os valores de VO2max direto (52,5 ±3,5 mL.kg.min-1 ) e VO2max por Almeida et al. (2010) (52,4 ±2,8 mL.kg.min-1), além de apresentarem boa concordância (r = 0,85). Conclusão: O estudo mostrou que o teste de 1600m para jovens brasileiros é válido para determinar o VO2max em praticantes de Jiu Jitsu.

Palavras chaves: Jiu Jitsu, VO2max e equação de predição

Palavras-chave


Jiu Jitsu, VO2max, Equação de Predição

Texto completo:

PDF