A DEPRESSÃO NO ATLETA

Eliane Jany Barbanti

Resumo


A depressão é uma doença "do organismo como um todo", que compromete o físico, o humor e, em conseqüência, o pensamento. A Depressão altera a maneira como a pessoa vê o mundo e sente a realidade, entende as coisas, manifesta emoções, sente a disposição e o prazer com a vida. Ela afeta a forma como a pessoa se alimenta e dorme como se sente em relação a si própria e como pensa sobre as coisas. A Depressão é, portanto, uma doença afetiva ou do humor, não é simplesmente estar na "fossa" ou com "baixo astral" passageiro, que se caracterizam quando os sintomas perduram por no mínimo duas semanas. Também não é sinal de fraqueza, de falta de pensamentos positivos ou uma condição que possa ser superada apenas pela força de vontade ou com esforço. As pessoas com doença depressiva (estima-se que 17% das pessoas adultas sofram de uma doença depressiva em algum período da vida) não podem, simplesmente, melhorar por conta própria e através dos pensamentos positivos, conhecendo pessoas novas, viajando, passeando ou tirando férias. Sem tratamento, os sintomas podem durar semanas, meses ou anos. Este trabalho está orientado ao estudo da depressão nos atletas que também ocupa uma posição central no estudo psicológico do comportamento humano. Será aprofundada dentro desta área como a depressão pode afetar os atletas, que tem uma estreita relação com as condições e estímulos externos que recebe o sujeito do meio. Esta doença pode afetar as orientações para metas para dos atletas e a performance Nichols (1981,1984,1989), elementos importantes para a prática dos esportes.
Confira este artigo que faz uma abordagem sobre este tema.

Palavras-chave


Psicologia do Esporte, Psicologia do Esporte de Reabilitação, Depressão, Atletas

Texto completo:

PDF