O JOGO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: uma análise sobre as concepções dos professores

Kleber Tuxen Carneiro

Resumo


Neste trabalho buscamos conhecer as concepções dos professores sobre o papel da Educação Física no ambiente escolar e também sobre seu entendimento do potencial pedagógico existente no jogo. Logo esta pesquisa tem como ponto central avaliar as crenças e concepções dos professores de Educação Física Escolar quanto: (a) ao papel do jogo no espaço do ambiente escolar; (b) ao papel do jogo na Educação Física Escolar e (c) ao papel dessa disciplina na formação do educando.
Considerando também que historicamente as concepções sobre esses elementos sofreram alterações, interessa-nos saber se as concepções atuais revelam um vínculo com concepções historicamente construídas e pretensamente superadas.
Assim buscamos identificar, através das narrativas dos 10 professores participantes da presente pesquisa, em quais momentos essas concepções sobre o objetivo da Educação Física na escola e também sobre o potencial pedagógico existente no jogo encontraram lugar de preeminência: se na infância, se no processo de escolarização, se em sua formação profissional ou se na prática pedagógica.
Respaldado por um referencial teórico que contempla a complexa e densa teoria do jogo, este trabalho posteriormente identifica os principais movimentos e correntes pedagógicas que influenciam a Educação Física no Brasil, estabelecendo um diálogo entre este referencial e os resultados obtidos na análise da pesquisa qualitativa, a partir do método da análise do conteúdo por nós empreendida.
É neste ‘cenário’ que se configura o presente trabalho, cujo objetivo é trazer reflexões e inquietações para está área do conhecimento humano que tem se mostrado tão resistente e cética a mudanças ao longo da história.

Palavras-chave


Educação Física, Jogo, Educação e Prática Pedagógica

Texto completo:

PDF