RELAÇÃO ENTRE FORÇA DE MEMBROS INFERIORES E AGILIDADE EM BAILARINOS

Andressa Melina Becker da Silva, Cláudio Marcelo Tkac

Resumo


O bailarino necessita de preparo físico para que haja um aperfeiçoamento da técnica enquanto dança. Fundamentando-se no treinamento físico proporcionado pela Educação Física, o objetivo deste estudo foi verificar a relação entre força de membros inferiores e agilidade em bailarinos da modalidade Jazz em pré-competição. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisas e os participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. O estudo foi composto por 11 bailarinas, todas do sexo feminino, idade média de 21 anos, da que dançam em grupo da Cidade de Curitiba e que competem a nível nacional. Para mensurar a força de membros inferiores utilizou-se o teste de Salto Vertical (Fernandes, 2002) e para medir a agilidade utilizou-se o teste Shuttle Run (Dantas, 1998). Para análise dos dados realizou-se estatística descritiva e Correlação de Pearson a um nível de significância de p<0,05. Contemplou-se uma abordagem quantitativa com a utilização do software SPSS for Windows, versão 18.0. Para a força, 100% dos indivíduos apresentaram desempenho entre 90 e 100% o que é muito bom considerando que os bailarinos executam muitos saltos. A média para o grupo em score foi de 46,00, tendo um desvio padrão de 7,445. Em relação à agilidade, observou-se que a média para o grupo em score foi de 10,80, tendo um desvio padrão de 1,107. Conforme a tabela normativa, os indivíduos apresentam um desempenho entre 60-65%, o que é ruim tendo em vista que precisam mudar de direção rapidamente na modalidade Jazz. Não houve correlação significativa entre a força de membros inferiores e agilidade para essa população tendo em vista que r = -0,231 (p = 0,618), assim, a força não interfere na agilidade e vice-versa. Sugerem-se novas pesquisas com diferentes populações, ou diferentes estilos de dança para que se tenham resultados mais expressivos.
Palavras-chave: Agilidade. Bailarinos. Força. Jazz.

Palavras-chave


Agilidade; Bailarinos; Força; Jazz.

Texto completo:

PDF