AS ACADEMIAS DE MUSCULAÇÃO COMO ESPAÇOS EDUCATIVOS NÃO FORMAIS

Autores

  • Joseny Fonseca da Silva Centro Universitário UnirG
  • Carlo Henrique Golin UFMS - CÂMPUS PANTANAL
  • João Bartolomeu Neto Universidade Católica de Brasília
  • Lilian Alves Pereira Universidade Católica de Brasília
  • Ricardo Yukio Asano Universidade Católica de Brasília
  • Jackson Carlos Silva Centro Universitário UnirG

Resumo

As academias de musculação podem ser consideradas como espaço de educação não-formal, especialmente por envolverem processos de formação das pessoas nos seus “cuidados” com o corpo. O objetivo do estudo foi analisar os princípios norteadores do trabalho pedagógico de professores de Educação Física que atuam em academias de musculação. Participaram do estudo quatro profissionais de Educação Física. A coleta de dados aconteceu por meio de entrevista, seguindo um roteiro estabelecido com técnica de compreensão, interpretação e análise do discurso. Foi possível observar que os entrevistados consideram a academia um espaço de ensino significativo, mas com uma maior preocupação aos aspectos motores e visando apenas o desenvolvimento das valências físicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joseny Fonseca da Silva, Centro Universitário UnirG

Graduada em Educação Física pelo Centro Universitário UnirG.

Carlo Henrique Golin, UFMS - CÂMPUS PANTANAL

Mestre em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (2005); Especialista em Educação Física Escolar (2000) e graduado em Educação Física (1999) pelas Faculdades Integradas de Fátima do Sul. Atualmente é Professor Assistente da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS no curso de Educação Física (Câmpus do Pantana - CPAN) em Corumbá-MS. Líder do GePPan (Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física do Pantanal - UFMS/CPAN).

João Bartolomeu Neto, Universidade Católica de Brasília

Graduado em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (2002); Especialização em Ciência do Treinamento Desportivo pela Universidade Estadual de Campinas (2003); Mestrado pela Universidade Metodista de Piracicaba (2006); Especialização em urgência e emergência (2011) pela FACIMAB; Doutorando em Ed Física pela Universidade Católica de Brasília (desde 2011). Atualmente é professor do Centro Universitário UDF.

Lilian Alves Pereira, Universidade Católica de Brasília

Graduada em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física de Muzambinho (2005). Mestre em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação "Stricto Sensu" em Educação Física da Universidade Católica de Brasília (UCB), onde foi bolsista PROSUP/CAPES, modalidade ll). Experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física Escolar. Linha de pesquisa engloba respostas cognitivas relacionadas ao exercício físico.

Ricardo Yukio Asano, Universidade Católica de Brasília

Possui graduação em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física de Jundiaí (1998), Pós Graduação em Fisiologia do Exercício pela FMU, Mestrado em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (2004) e Doutorando em Educação Física na Universidade Católica de Brasília (UCB). Atualmente é professor da FESB em Bragança Paulista.

Jackson Carlos Silva, Centro Universitário UnirG

Possui graduação em Licenciatura Plena Em Educação Física pela Universidade Federal de Goiás (2000), é especialista em Treinamento Esportivo pela PUC Goiás (2002), especialista em Fitness em Academia: Ginástica, hidroginástica, treinamento de força, flexibilidade e alongamento pela PUC Goiás (2003) e Mestre em Educação também pela PUC Goiás (2008). Atualmente é docente universitário efetivo do Centro Universitário UNIRG

Downloads

Publicado

2014-01-27

Edição

Seção

Educação Física Pesquisa