CONDIÇÕES LIMITANTES SOCIAIS: O APORTE FINANCEIRO E SUA INTERFERÊNCIA NO SUCESSO DE TENISTAS BRASILEIROS

Autores

  • Rafael Pacharoni Grupo de Estudo e Pesquisa em Capacidades e Habilidades Motoras (GEPCHAM) - EACH/USP
  • Rodrigo Poles Urso Grupo de Estudo em Desempenho Aeróbio (GEDAE) - USP
  • Marcelo Massa Grupo de Estudo e Pesquisa em Capacidades e Habilidades Motoras (GEPCHAM) - EACH/USP

Resumo

O sucesso esportivo pode sofrer interferência de condições limitantes sociais, relativas às condições materiais e sociais disponíveis no seu meio ambiente, como, por exemplo, os meios financeiros disponíveis. Assim sendo, o objetivo do presente estudo foi analisar a interferência dos aspectos financeiros, como condições limitantes do sucesso de tenistas brasileiros. Para tanto, utilizou-se de uma amostra composta por cinco tenistas profissionais, que nasceram e treinaram no Brasil, caracterizados por terem pontos na Associação dos Tenistas Profissionais. A pesquisa foi constituída através de um delineamento qualitativo, que utilizou como instrumento uma entrevista composta por uma pergunta aberta, elaborada para explorar o contexto de desenvolvimento de tenistas. Para a análise dos discursos foi utilizado o discurso do sujeito coletivo. Ao analisar as respostas atribuídas para esta questão, pode-se observar que, mesmo tenistas de alto nível de desempenho, tiveram dificuldades em sustentar sua carreira, dependendo de ajuda familiar (100%) ou ajuda externa (60%), como empréstimos em bancos, por exemplo. Sendo assim, tais achados reforçam o pensamento acerca da falta de encadeamento em relação aos recursos financeiros disponíveis para otimização do processo de desenvolvimento do tenista brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-10-10

Edição

Seção

Educação Física Pesquisa