EXERCÍCIO AERÓBIO EM INTENSIDADE AUTOSSELECIONADA ATINGE AS RECOMENDAÇÕES PARA BENEFÍCIOS À SAÚDE EM HOMENS SEDENTÁRIOS

Autores

  • Artur Lenno Rodrigues Medeiros Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Daniel Gomes da Silva Machado Universidade Estadual de Lodrina
  • Pedro Moraes Dutra Agrícola Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Luiz Inácio Nascimento Neto Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Andre Igor Fonteles Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Luiz Fernando Farias Junior Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar se a autosseleção da intensidade do exercício atinge as recomendações para promoção de benefícios à saúde, e as respostas psicofisiológicas em sedentários. Sete homens sedentários e aparentemente saudáveis (24,4 ± 4,0 anos de idade; IMC de 24,8 ± 3,9 kg/m2) realizaram duas sessões de exercícios na esteira por 30 min, com intensidade autosselecionada. A velocidade e a distância percorrida permaneceram ocultas. Monitorou-se a frequência cardíaca (FC), a percepção subjetiva de esforço (PSE) e a resposta afetiva (prazer/desprazer) a cada 5 min durante o exercício. Utilizou-se o teste t para amostra única comparando os valores obtidos com os limites inferior e superior de intensidade moderada recomendada, e o coeficiente de correlação intra-classe para análise de reprodutibilidade. Durante os 30 minutos de exercício, o %FC de reserva em ambas as sessões foi de 50,9 ± 9,1% e 49,6 ± 10,0%; maior que o limite inferior (P<0,04) e menor que o limite superior (P=0,06) da intensidade moderada recomendada. A PSE foi de 10,9 ± 1,0 e 9,5 ± 1,5 pontos; e a resposta afetiva de 2,7 ± 1,0 e 3,2 ± 1,1 pontos para a primeira e segunda sessão, respectivamente. Entre as variáveis analisadas, apenas a FC de repouso não apresentou reprodutibilidade entre as sessões (P>0,05). No entanto, FC média, %FC de reserva, PSE, resposta afetiva, velocidade média e distância percorrida foram reprodutíveis (P<0,05). Portanto, a autosseleção da intensidade do exercício por homens sedentários atinge a recomendação da intensidade do exercício aeróbio para promoção de benefícios à saúde, além de promover resposta prazerosa e menor percepção de esforço que a esperada para a intensidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Fernando Farias Junior, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Educação Física.

Downloads

Publicado

2015-12-18

Edição

Seção

Educação Física Pesquisa