REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE O TRABALHO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE PELAS EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA

Lucídio José dos Reis Lima, Braulio Nogueira de Oliveira, Bergson Nogueira de Oliveira

Resumo


O estudo objetivou analisar as representações sociais acerca do trabalho do profissional de Educação Física na Atenção Primária à Saúde pelos profissionais das equipes de Saúde da Família. Para isso, fundamentou-se na pesquisa de natureza qualitativa, com foco na Teoria das Representações Sociais. Foram entrevistados 12 profissionais de diversas categorias profissionais em um município do interior cearense. Os dados foram coletados por meio uma entrevista semiestruturada e analisados a partir da Análise de Conteúdo do tipo Análise Temática. Os resultados apontam para o reconhecimento da categoria no trabalho com grupos específicos, como os de idosos e gestantes, principalmente voltados para as atividades físicas/práticas corporais, bem como na perspectiva da promoção da saúde; o desenvolvimentos de atividades físicas/ práticas corporais com fins utilitaristas, direcionadas a medicalização dessas; a percepção do trabalho interprofissional como algo existente, em contraste com o desconhecimento de alguns profissionais sobre o fazer da Educação Física; e alguns desafios e barreiras, como a formação profissional não direcionada ao campo da Atenção Primária à Saúde, bem como a não valorização da categoria. Conclui-se que a Educação Física possui boa visibilidade quanto ao trabalho desenvolvido, em especial no que se refere às atividades físicas/práticas corporais, embora ainda haja muitos desafios.

Palavras-chave


Percepção Social. Estratégia Saúde da Família. Educação Física e Treinamento. Atenção Primária à Saúde. Saúde Pública.

Texto completo:

PDF