COMPORTAMENTO DE RISCO À SAÚDE E À QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS VINCULADOS AO PROGRAMA DE ESPORTE E LAZER DA CIDADE (PELC)

Walter Lopes de Albuquerque Filho, Francisco Jucá Júnior, João Lucas Pinto Matias, André Accioly Nogueira Machado, Adriano César Carneiro Loureiro, Braulio Nogueira de Oliveira

Resumo


Este trabalho tem por objetivo analisar os comportamentos de risco à saúde e à qualidade de vida de idosos participantes do Programa de Esporte e Lazer da Cidade em Várzea Alegre – CE. Para entender a importância entre envelhecimento e saúde, é necessário optar por uma linha multidimensional, sendo primordial que os idosos tenham conhecimento sobre tais fatores. Trata-se de uma pesquisa de campo, descritiva, transversal, com abordagem quantitativa. A amostra foi constituída por 40 idosos de ambos os sexos, 80% são mulheres e 20%, homens. De modo geral, nota-se que boa parte dos idosos integrantes do PELC ainda não assume alguns hábitos saudáveis, como a alimentação adequada, mas no quesito prática de exercícios físicos, realizam o básico para uma vida saudável, que é de 150 minutos por semana, o que pode contribuir para uma boa qualidade de vida, apesar da má alimentação. Com isso, surge a necessidade de efetivar ações que possam conscientizar a alimentação dos participantes, cabendo à coordenação do projeto, junto às autoridades, de forma geral, tencionar a criação de políticas de conscientização e desenvolver uma maneira de orientar os participantes do programa em relação à alimentação, visando a uma melhoria na qualidade de vida para o grupo.

Palavras-chave


Saúde do idoso. Qualidade de vida. Exercício. Assistência a idosos. Serviços de saúde para idosos. Idoso.

Texto completo:

PDF