Práticas decoloniais: a representação dos corpos pelo olhar de Naiara Jinknss

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31501/esf.v0i22.13353

Resumo

O trabalho da artista paraense Naiara Jinknss serve como ponto de partida para elaborar possíveis narrativas imagéticas para a decolonização dos corpos marcados pela colonialidade. Jinknss, através das imagens captadas pelo celular, fotografa corpos no famoso mercado a céu aberto de Belém do Pará, o Ver-O-Peso. Ao observar a sua obra – pensando forma e conteúdo – pretendemos, em diálogo com os estudos decoloniais, analisar a contribuição artística e social das imagens produzidas por Naiara Jinknss.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Parfentieff de Noronha

Pós-doutoranda no Departamento de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal Fluminense. Doutora em Mídia, Comunicação e Cultura pela Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, mestra em Antropologia pela Universidade Federal de Sergipe - UFS e graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo - UMESP. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9167-9674

Downloads

Publicado

2021-12-24

Como Citar

Viviani, M. C. S., & de Noronha, D. P. (2021). Práticas decoloniais: a representação dos corpos pelo olhar de Naiara Jinknss. Esferas, (22), 264-286. https://doi.org/10.31501/esf.v0i22.13353

Edição

Seção

Dossiê Fotografia, crises e contemporaneidade: olhares sobre existências