Ruínas históricas e histórias inventadas: imagem e oralidade nos barrocos da memória

Monica toledo Silva

Resumo


As ruínas barrocas de igrejas em pequenas localidades históricas mineiras dialogam com seus moradores e entornos de maneiras pouco visíveis que no entanto determinam novas formas de discurso comunicacional, ao serem reinventadas em oralidades e imagens videográficas para ambientes instalativos como proposta artística coerente às suas próprias narrativas, que ultrapassam tempo e espaço para serem recriadas por histórias vivas que atualizam as suas próprias num presente permeado por afeto e invenção.


Palavras-chave


memória, barroco, ruína, imagem, oralidade

Texto completo:

PDF PDF ()


DOI: http://dx.doi.org/10.19174/esf.v0i4.4622

DIADORIM  DOAJ  Latindex  LIVRE  Portal Capes

E-ISSN 2446-6190

REVISTA B2 (Qualis CAPES 2015)