A ATUAÇÃO DOS PROCURADORES NO PROCESSO CIVIL À LUZ DO PRINCÍPIO DA BOA-FÉ E DA PERDA DA CHANCE NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO

Autores

  • Joel Arruda de Souza Universidade Católica de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.18837/rda.v11i2.5852

Resumo

DOI: http://dx.doi.org/10.18837/1518-9562/direito.acao.v11n2p51-76

Este artigo tem com objetivo analisar a atuação dos
procuradores no processo civil à luz do princípio da boa-fé e de outros, norteadores das relações processuais. Explicam-se os conceitos jurídicos fundamentais na percepção do Direito romano. Demonstra-se a importância dos princípios informadores do processo, bem como daqueles que devem compor ou nortear a atuação dos procuradores na proposta de reforma do novo Código de Processo Civil brasileiro. A Universidade Católica de Brasília, no curso de pós-graduação, estimula os alunos regulares e especiais
a pesquisarem as inúmeras possibilidades que o Direito Processual revela para gestão da realidade com efeitos, principalmente na perspectiva de concretização da celeridade e da justiça. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

de Souza, J. A. (2015). A ATUAÇÃO DOS PROCURADORES NO PROCESSO CIVIL À LUZ DO PRINCÍPIO DA BOA-FÉ E DA PERDA DA CHANCE NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO. Direito Em Ação - Revista Do Curso De Direito Da UCB, 11(2). https://doi.org/10.18837/rda.v11i2.5852

Edição

Seção

Artigos