Figurações poéticas de Homero e Dante na poesia de Ezra Pound

Autores

  • Carlos Roberto Ludwig Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

Este artigo analisa figurações da poesia de Homero e de Dante na poesia de Ezra Pound, em particular os Cantos I e XIV. Pound revisita a poesia de Homero, especificamente o Canto XI da Odisseia, bem como recria temas e figurações do Inferno de Dante. Pound toma elementos estéticos para estabelecer um diálogo entre a tradição literária e a modernidade. Por isso, é importante também rever alguns postulados poéticos de Pound a fim de interpretar tais elementos em sua poesia. Assim, esse trabalho compara dois Cantos de Ezra Pound. Examinarei alguns postulados essenciais que influenciaram a poesia da primeira metade do século XX. Para tanto, Pound revisitou os grandes clássicos como Homero e Dante. Em seus Cantos, elaborou uma versão do Inferno de Dante, em que aproveita elementos da poesia de Dante, assim como a Odisseia de Homero, em que recria um Ulisses dialogando com o primeiro moderno. Inicialmente analisarei o Canto I de Pound, em que o poeta recria a personagem Ulisses introduzindo, contudo, inovações estilísticas que causam surpresa no leitor. Em seguida, analisarei ecos da poesia de Dante nas figurações do Inferno de Pound no Canto XIV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Roberto Ludwig, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRGS Literaturas de Língua Inglesa

Downloads

Publicado

2012-07-04

Edição

Seção

Artigos