Frequência estimada e autodeclarada em mulheres da Cidade Estrutural, Brasília, DF

Autores

  • Liana Chaul Sfair Universidade Católica de Brasília
  • Roberto Jose Bittencourt Universidade Católica de Brasília
  • Parizza Ramos de Leu Sampaio Universidade Católica de Brasília
  • Fernanda Alves de Sousa Costa Universidade Católica de Brasília
  • Bárbara Assumpção Paes Leme Universidade Católica de Brasília
  • Bárbara Vieira Carneiro Universidade Católica de Brasília
  • Ana Carolina Pessôa Simões Universidade Católica de Brasília

Resumo

Objetivo: relatar os resultados de questionário simples e discutir sobre a pesquisa de base populacional na abordagem dos temas aborto. Métodos: estudo observacional, analítico e transversal, com amostragem aleatória, coletada em visita domiciliar. A análise dos dados foi realizada com o programa Epi-info versão 3.5.3 e Excel 2007.  Resultados: foram aplicados 188 questionários. Desses 25% relataram aborto. Quando se relacionou a idade e a frequência de aborto obteve 9% entre a faixa etária de 39 e 48 anos. Quanto à etnia e aborto 33,3% se declarou preta. Conclusão: a população feminina da cidade estrutural não se diferenciou acentuadamente quando se compara com outras populações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-01-28