EFEITOS DA MOBILIZAÇÃO PRECOCE EM CRIANÇAS COM PNEUMONIA ASSOCIADA A VENTILAÇÃO MECÂNICA: EFEITOS SOBRE VARIÁVEIS NÃO LINEARES DA VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA

Gabriela Quaresma da Rocha, Juliana Bezerra dos Santos, Márcio Helder Lima de Oliveira, Paulo Eduardo Santos Avila, Rodrigo Santiago Barbosa Rocha

Resumo


A pesquisa teve como objetivo verificar os efeitos da mobilização precoce em crianças com pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) sobre variáveis não lineares da variabilidade da frequência cardíaca. Foi realizado um ensaio clínico, prospectivo, de caráter quantitativo realizado em 13 pacientes de ambos os gêneros, com idade média de 3±2,3 anos, com diagnóstico de PAV. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da FSCMP, parecer 2.084.580 e registo no Clinical Trials NCT03343717. A análise da recorrência, assim como a DFA ?1, não obtiveram resultados relevantes para o estudo, com p=0,812 e p=0,09, respectivamente. A variável determinismo apresentou resultado com nível de significância <0,05 quando comparadas as médias, sendo que os valores dos pós protocolo foram inferiores ao do pré protocolo, indicando uma melhora da modulação autonômica da frequência cardíaca. A DFA ?2 quando analisada a curto prazo, de 4 a 11 intervalos, não apresentou alteração pelo exercício, entretanto, na análise a longo prazo apontou diferença significante entre o pré e o pós protocolo. Os valores do pré-protocolo foram maiores indicando uma melhora da modulação autonômica após o protocolo de MP. A mobilização precoce quando aplicada a pacientes pediátricos, levou a melhora da modulação autonômica da frequência cardíaca, além de ser um recurso da fisioterapia seguro e aplicável nas UTIs.

Palavras-chave


Deambulação precoce. Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica. Frequência cardíaca.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v27i3.10051

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement