É POSSÍVEL MELHORAR O CONDICIONAMENTO FÍSICO DE MILITARES DURANTE O ESTÁGIO DE ADAPTAÇÃO MILITAR?

Gabriel Guidorizzi Zanetti, Carla Regina de Souza Teixeira, Fábio Angioluci Diniz Campos, Phelipe Henrique Cardoso de Castro, Leandra Cristina Benetti Campos, Sandro Fernandes da Silva

Resumo


Foi realizado um estudo quase experimental com o objetivo de verificar a evolução do condicionamento físico dos estagiários da Academia da Força Aérea no Estágio de Adaptação Militar no ano de 2017 e a efetividade do plano de treinamento executado pela Seção de Educação Física nesse estágio. O estudo foi realizado na Academia da Força Aérea, localizada em Pirassununga, interior de São Paulo. A amostra foi constituída por 150 militares do sexo masculino, regularmente matriculados nos cursos de Aviação, de Intendência e de Infantaria, aptos à prática de exercícios físicos e que consentiram participar da pesquisa. O estudo foi realizado durante quarenta dias seguidos e constituiu-se de uma avaliação inicial, uma intervenção com exercícios físicos e uma avaliação final. Para a avaliação inicial e final foi utilizado o Teste de Avaliação do Condicionamento Físico, que perpassa por exercícios de flexão de braço, abdominal e corrida. No que se refere à intervenção, foram realizados treinamentos de força em circuito e treinamentos de corrida. Os resultados mostraram que após o treinamento no Estágio de Adaptação Militar de 2017 os militares melhoraram significativamente a condição física, havendo, em média, um acréscimo de 23,28% (10 repetições) no número de flexões, um acréscimo de 5,95% (3 repetições) no número de abdominais e um acréscimo de 12,26% (315,4m) na distância percorrida durante o teste de corrida de 12 minutos. Desta forma, o protocolo de treinamento realizado nesse estudo se mostrou efetivo para aprimorar a condição física dos Estagiários da Academia da Força Aérea. No entanto, sugere-se que sejam realizados estudos futuros para responder à esta questão com mais clareza, utilizando-se testes físicos mais aprimorados.

Palavras-chave


Exercícios em Circuitos; Corrida; Condicionamento Físico Humano; Militares

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v28i1.10210

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement