EEITO DO TREINO COM RESTRIÇÃO DE FLUXO SANGUÍNEO VERSUS TREINO RESISTIDO DE ALTA INTENSIDADE SOBRE A FORÇA DE INDIVÍDUOS SEDENTÁRIOS: UM ENSAIO CLÍNICO CONTROLADO E RANDOMIZADO

Leonardo da Silva Lima, Nara Lourdes Moreno Rodrigues, Catarine Pereira Fernandes, Carlos Machado Ataíde Evangelista, Fernando Fernandes Porto, João Cambuí Silva Neto, Lázaro Silva Souza, Mikhail Santos Cerqueira, Kleyton Trindade Santos

Resumo


Objetivos: Comparar os efeitos do treino com restrição de fluxo sanguíneo com o treino resistido de alta intensidade no ganho de força e hipertrofia. Material e Métodos: Neste ensaio clínico randomizado e controlado, 24 homens sedentários foram randomizados em dois grupos: treino com restrição de fluxo sanguíneo ou treino resistido de alta intensidade. Ambos os grupos realizaram 10 sessões de exercício de preensão manual até com 3 séries de exercícios até a falha, sendo que o grupo com treino de restrição de fluxo sanguíneo realizou com 30% da carga máxima obtida no teste de 1 repetição máxima, enquanto que o grupo de alta intensidade realizou com 80% da carga. Todos os voluntários foram avaliados e reavaliados a dinamometria de preensão manual e a perimetria de antebraço. Os dados foram tabulados e analisados no statistical package for the social sciences, utilizando o teste T-student, e o não paramétrico U de Mann Whitney, adotando a significância de 5% (? = 0,05). Resultados: PAra o desfecho força, identificou-se que tanto o grupo que treino com restrição do fluxo, quanto o grupo que treinou com alta intensidade tiveram aumentos significativos (p= 0,005 e 0,026, respectivamente). Já em relação ao aumento da circunferência, notou-se que somente o treino de restrição do fluxo se mostrou estatisticamente quando comparado o aumento entre os grupos (p= 0,001). Conclusão: Foi possível concluir que o treinamento com restrição do fluxo sanguíneo mostrou eficaz tanto para o ganho de força, quanto para o aumento de circunferência, apresentando vantagens quando comparado ao grupo de treinamento resistido com alta intensidade.

Palavras-chave


Hipertrofia; Força muscular; Exercício; Treinamento com restrição de fluxo sanguíneo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v28i2.11045

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement