A DENSIDADE COMO UMA NOVA MÉTRICA DA QUANTIFICAÇÃO DE CARGAS NO TREINAMENTO DE FORÇA

Carlos Brendo Ferreira Reis, Richard Diego Leite, Bernardo Neme Ide

Resumo


O objetivo do estudo foi realizar um breve comunicado sobre a adoção da densidade com uma nova métrica de quantificação de cargas no treinamento de força. Descrevemos como quantificá-la e destacamos as possíveis implicações da manipulação da variável. Uma vez que considera o intervalo de recuperação entre as séries - onde podem ocorrer processos metabólicos importantes, como a ressíntese de fosfocreatina - a densidade pode ser um parâmetro representativo da magnitude do estresse metabólico induzido pelas sessões. Recomendamos que treinadores e pesquisadores da área de ciências do esporte passem a reportar quantificar e reportar a densidade dos treinos. Métodos, ou técnicas de treinamento que manipulam as pausas entre as séries e exercícios, como os treinos em circuito, o rest-pause, cluster training, intra-set rest e/ou inter-repetion rest, podem ter novas análises e, consequentemente, resultados interessantes a serem reportados.

Palavras-chave


variáveis do treinamento; periodização do treinamento; densidade do treino de força; estresse metabólico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v29i1.12750

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement