CARACTERÍSTICAS DA CAPACIDADE FUNCIONAL E SUA RELAÇÃO COM O IMC EM IDOSAS INGRESSANTES EM UM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Adriana Lucio, Marcos José Costa Bezerra, Simone Aparecida Sousa, Maria Luiza de Jesus Miranda

Resumo


O presente estudo tem como objetivo traçar o perfil funcional de idosas fisicamente independentes e identificar sua relação com o índice de massa corporal no momento de ingresso em um programa de educação física. Participaram do estudo 15 idosas (67,53 ± 5,15). Foram submetidas à mensuração das variáveis antropométricas (peso e altura) e à avaliação funcional. Utilizou-se estatística descritiva (média e desvio padrão) e de correlação (r de Pearson), com nível de significância de 5%. Conclui-se que os valores acima da normalidade do IMC não induziram à incapacidade funcional na amostra analisada, entretanto, usar o IMC como um parâmetro isolado não é suficiente para detectar sua influência no desempenho físico.
Palavras-chave: aptidão física, composição corporal, envelhecimento.

Palavras-chave


aptidão física, composição corporal, envelhecimento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v19i2.2415

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement