NÍVEL DE ANSIEDADE EM BAILARINOS PRÉ E PÓS COMPETIÇÃO - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v22n4p116-125

Carolina Segala Ribeiro Fontella Pereira, Joseani Paulini Neves Simas, Leonessa Boing, Zenite Machado, Thiago Sousa Matias, Adriana Coutinho de Azevedo Guimarães

Resumo


O estudo descritivo de delineamento correlacional analisou o nível de ansiedade em bailarinos pré e pós-competição. Participaram 171 bailarinos de ambos os sexos das modalidades Balé Clássico, Dança Contemporânea e Danças Urbanas, os quais foram recrutados por conveniência, inscritos na categoria sênior subgênero conjunto do 31º Festival de Dança de Joinville na cidade de Joinville – SC, com faixa etária entre 16 a 57 anos e média de idade de 21,24 ±5,06 anos. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário autoaplicável dividido em blocos que continha informações gerais sobre atividade física, dança e ansiedade por meio do Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE). Os bailarinos responderam ao questionário no local da apresentação, cerca de 30 minutos antes e após a competição. Fez-se uso da estatística descritiva e inferencial por meio do SPSS - versão 17.0, com nível de significância de 95%. Nenhuma relação significativa foi encontrada entre nível de ansiedade, sexo, idade e tempo de experiência com a dança, porém diferença significativa foi constatada entre os praticantes e não praticantes de atividade física. Os praticantes de atividade física apresentaram menor ansiedade traço em comparação aos que não praticam atividade física. Pode-se concluir que os bailarinos apresentaram nível médio de ansiedade traço e estado pré e pós-apresentação, por ocasião da competição do festival de dança.

Palavras-chave


Ansiedade; Atividade Motora; Dança.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v22i4.4811

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement