O LAZER NA POLÍTICA PÚBLICA DE ESPORTE: UMA ANÁLISE DA FORMAÇÃO NO PROGRAMA SEGUNDO TEMPO - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v23n1p103-116

Sheylazarth Presciliana Ribeiro, Helder Ferreira Isayama

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi analisar como o lazer é tratado no currículo da formação dos profissionais do Programa Segundo Tempo (PST) do Ministério de Esportes. Como metodologia utilizamos a combinação das pesquisas bibliográfica, documental e a de campo que teve como instrumento entrevistas semi-estruturadas com os 2 gestores dos processos de formação do PST. Os documentos levantados e analisados foram os livros utilizados na formação dos profissionais do PST. Identificamos que o lazer é trabalhado nesse currículo desde 2003 embora só seja considerado um conteúdo programático a partir de 2009. Quanto as concepções de lazer presentes nos documentos destacamos que não possuem uma mesma abordagem o que gera um descompasso no trabalho com o lazer. Entre os saberes selecionados destacamos as perspectivas que o relacionam a uma visão de mercado, que tem como ênfase o consumo de práticas culturais, e entendimento do lazer com direito social que deve ser garantido a população. Por fim, as metodologias encontradas para trabalhar o lazer identificadas foram o Projeto Recreio nas Férias, a tecnologia educacional denominada de Animação Cultural e o trabalho com a concepção de lazer.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v23i1.5069

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement