SUPLEMENTAÇÃO DE CITRATO DE SÓDIO NÃO MAXIMIZA DESEMPENHO DE FORÇA DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v23n4p115-120

Vivian Costa Resende Cunha, Marcelo Saldanha Aoki, Alexandre Moreira, Leandro Lodo, Hélio Mesquita, Caroline Dário Capitani

Resumo


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v23n4p115-120

O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da suplementação de citrato de sódio (citrato-Na) sobre o desempenho de repetições máximas em exercícios de força. Quatorze tenistas amadores foram divididos aleatoriamente. Os participantes executaram uma série de repetições máximas no supino e uma série de repetições máximas no agachamento. Posteriormente, foi conduzida a suplementação de citrato-Na (0,5g.kg-1) (ou placebo) duas horas antes da segunda série de cada exercício de força. A concentração de lactato sanguíneo foi determinada por meio de coleta de amostra de sangue do lóbulo da orelha antes e após aumento do número de repetições máximas. Houve aumento similar na concentração de lactato após a primeira série de cada exercício para ambos os grupos (citrato-Na e PLA) (p>0,05). Após a segunda série, a concentração de lactato também apresentou aumento em ambos os grupos (p>0,05), com maior magnitude para o grupo citrato-Na (p>0,05). Estes achados sugerem que a suplementação de citrato-Na não exerceu efeito ergogênico sobre o número de repetições máximas.

Palavras-chave


Efeito tampão; Ergogênicos; Desempenho; Suplementação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v23i4.5177

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement