EFEITO DA PREPARAÇÃO INTEGRADA SOBRE A APTIDÃO AERÓBIA, A POTÊNCIA E A VELOCIDADE DE JOVENS FUTEBOLISTAS DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v23n4p139-149

Carlos Rogério Thiengo, Adriano Titton Adriano Titton Garcia, Rodrigo Vitasovic Gomes, Alexandre Moreira, Marcelo Massa, Walter Quispe Marquez, Marcelo Rodrigues Lima, Fabio Yuzo Nakamura, Marcelo Saldanha Aoki

Resumo


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v23n4p139-149

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do modelo integrado de preparação física, adotada pela equipe campeã da Copa Independência Bicentenário em 2010, sobre a aptidão aeróbia, a potência e a velocidade. Dezesseis jogadores de futebol (17,2±0,7 anos; 179,6±4,2 cm; massa corporal 74,6±5,8kg) da categoria sub-17 foram submetidos a 9 semanas de preparação,as quais incluíram sessões de treinamento técnico-tático, jogos reduzidos, treinamentos “coletivos”, jogos amistosos e jogos oficiais. Foram realizados testes para a avaliação da aptidão aeróbia, potência de membros inferiores e velocidade. Foi observado incremento significante da potência aeróbia (p<0,05).Nenhuma alteração significante foi detectada para a potência e a velocidade (p>0.05). Estes resultados sugerem que a estratégia de preparação física, com ênfase na integração entre o componente físico e o componente técnico-táctico, pode induzir alterações positivas na aptidão aeróbia de jovens futebolistas; entretanto, o incremento de potência e velocidade parece ser comprometido.

Palavras-chave


Aptidão aeróbia; jogos reduzidos; treinamento concorrente

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v23i4.5500

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement