OS SENTIDOS DOS DISCURSOS SOBRE ATIVIDADE FÍSICA NO JORNAL O GLOBO ON LINE

Laila Maria Cardoso Zalfa, Monique Ribeiro de Assis, Cássia Marques Cândido

Resumo


O objetivo do estudo foi explicitar alguns sentidos atribuídos à prática de atividade física no jornal O Globo on line publicado no ano de 2012. Para tal, foram selecionadas matérias de diferentes cadernos, sendo que o caderno Esporte foi excluído por se constituir de informações sobre esporte de alto rendimento. Assim, optou-se por focar o papel que atividade física ocupa no cotidiano das pessoas. A seleção das reportagens ocorreu a partir da utilização das palavras- chaves: “atividade física”; “inatividade física”; “exercício físico” e “sedentarismo”, compreendendo o período de janeiro a dezembro do ano citado. Após agrupar as matérias cabíveis explicitou-se a frequência de abordagem dos termos-chaves em cada caderno, visando levantar pistas sobre os significados em questão. O referencial teórico que norteou o trabalho foi o da Analise do Discurso (A D) segundo a perspectiva de Orlandi. Conclui-se que a abordagem da atividade física se limitou à uma perspectiva biológica desconsiderando outras dimensões, como a lúdica e cultural que também são pertinentes a esta atividade. Os sentidos se apresentaram de forma maniqueísta, ou seja, polarizados nos extremos do bem e do mal. Assim observou-se que uma vida fisicamente ativa se posicionou do lado do bem ao passo que o sedentarismo se localizou no extremo oposto, se apresentando do lado do mal. A imposição e a disseminação do medo foram tomados como estratégias de ameaça. Nesse sentido a prática de atividade física se constituiu como uma panaceia contemporânea, apresentando-se útil para solucionar problemas de diferentes naturezas, além de ser abordada como dogma.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v24i2.5770

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement