O IMPACTO DA MOCHILA ESCOLAR NA MARCHA: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Amabile Vessoni Arias, Adilson Apolinário, Maria Macarena Ruiz Pacheco Troster, Andrea Cristina Raymundo Chimello, Ebe Santos Monteiro Carbone, Rafaela Okano Gimenes

Resumo


Investigar se o peso da mochila escolar influencia a marcha de crianças e de adolescentes. Trata-se de um estudo retrospectivo, secundário, categorizado como revisão de literatura desenvolvido em cinco etapas: 1) Definição da pergunta; 2) Busca por evidências científicas; 3) Revisão e seleção dos artigos científicos; 4) Análise da qualidade metodológica dos estudos; 5) Apresentação dos resultados. O período cronológico foi de 2016 a 2010. Os Descritores em Ciências da Saúde foram criança/child; adolescente/adolescente; marcha/gait. A palavra-chave mochila escolar/school backpack, foi associada aos descritores. A estratégia de busca resultou em um total de 77 artigos; 65 destes foram artigos excluídos; 12 artigos foram selecionados; 6 artigos estavam duplicados e, ao final, 6 artigos foram incluídos neste trabalho. Ao considerar 10% do peso corporal ou mais no transporte da mochila escolar, foram encontradas alterações posturais, na biomecânica do tronco e dos membros inferiores na marcha, na aérea de pressão plantar e relatos de dor e desconforto. Todos os trabalhos descreveram alterações corporais. Esta pesquisa torna-se uma ferramenta útil ao atentar para a situação crítica e potencialmente exacerbada que envolve o transporte da mochila escolar com cargas inadequadas.

Palavras-chave


Qualidade de vida

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v26i4.7035

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement