ESPORTE PARALÍMPICO: ANÁLISE DA PRODUÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA

Antônio Luis Fermino, Amanda Velasco, Nadyne Venturini Trindade, Doralice Lange de Souza, Wanderley Marchi Júnior

Resumo


O esporte para pessoas com deficiência tem ganhado grande visibilidade no campo midiático e acadêmico. Este estudo, de caráter descritivo e analítico, teve por objetivo realizar um levantamento e a revisão do conhecimento produzido sobre o tema esporte paralímpico na área sociocultural da pós-graduação em Educação Física. Uma revisão da literatura com recorte temático foi realizada seguindo quatro etapas. A etapa preliminar consistiu no levantamento das teses e dissertações da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) produzidas até o ano de 2015 utilizando os descritores “paraolímpico”, “paralímpico”, “paradesporto”, “paraatleta”; A segunda etapa realizada foi a seleção dos estudos; A terceira etapa consistiu na leitura na íntegra trabalhos selecionados; Na última etapa foram levantados os metadados dos trabalhos, técnicas de pesquisa, matrizes teóricas, análises e resultados do estudo. Para a análise dos dados utilizamos o modelo analítico proposto por Marchi Jr (2015), que subsidiou a discussão dos resultados do levantamento. Foi evidenciado que as categorias mais recorrentes nos trabalhos são a educação, o espetáculo e a estética.

Palavras-chave


Esporte; Pessoas com Deficiência; Educação; Estética; Revisão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v26i3.7308

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement