O PROGRAMA SEGUNDO TEMPO NA REGIÃO CENTRO-OESTE: CONTINUIDADE E ESTRUTURA BUROCRÁTICA DO ESPORTE NOS MUNICÍPIOS

Paulo Mateus de Moraes, Paula Simarelli Nicolau, Fernando Garcez de Melo, Kleber Tuxen Carneiro, Roberto Rodrigues Paes, Riller Silva Reverdito

Resumo


Políticas Públicas e iniciativas de acesso à prática esportiva como direito social tem sido desenvolvida em diferentes partes do mundo. No Brasil o Programa Segundo Tempo (PST) é uma das principais ações do governo federal de promoção do Esporte e Lazer, destinado a crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social. No entanto, são limitadas as informações em relação ao alcance das suas metas. O objetivo desse estudo é conhecer o Programa Segundo Tempo na região Centro-Oeste em relação as suas metas para impactos diretos e indiretos, observando indicadores de Desenvolvimento Humano e sua relação com a organização do Esporte e Lazer nos Municípios. A pesquisa é orientada em uma abordagem qualitativa de carácter exploratório. Foram analisados documentos disponíveis em domínio público. Os municípios com os melhores indicadores sociais e mais ampla estrutura burocrática de esporte e lazer conseguiram manter o PST por mais tempo, revelando que, o programa não está conseguindo atender aos municípios de forma equitativa. O programa tem passado por reformulações desde sua criação, o que em certa medida tem melhorado seu desenvolvimento e aplicabilidade. Apesar disso, nota-se a necessidade de uma reformulação no processo de implantação dos núcleos, com foco no desenvolvimento de uma estrutura burocrática para o esporte e lazer nos municípios capaz de garantir a continuidade do programa no tempo. E por fim, embora nossa pesquisa ajude a denotar o alcance do PST e seu papel no tocante das Políticas Públicas, novos estudos precisam ser realizados, considerando sua abrangência e complexidade.

Palavras-chave


Projeto Social; Políticas Públicas; Esportes para Jovens; Avaliação; Pedagogia do Esporte

Texto completo:

PDF


R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement