RELAÇÕES SOCIOAMBIENTAIS E O SIGNIFICADO DO LAZER NA PRÁTICA CAVING

Marilda Teixeira Mendes, André Luis Normanton Beltrame, Denise Araújo Bringel, Michela Abreu Francisco Alves, Tânia Mara Vieira Sampaio, Gislane Ferreira de Melo

Resumo


O estudo teve como objetivo identificar o significado atribuído ao lazer de dois grupos de espeleologia nas relações socioambientais durante a prática do caving. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, desenvolvida com o Espeleogrupo Peter Lund e a Associação de Agentes Ambientais do Vale do Peruaçu com 30 indivíduos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, processados no IRAMUTEQ e a análise de similitude feita. Os resultados indicaram que entre os pares de associação se ressalta uma forte relação do lazer, entre lazer-caverna e lazer-atividade. Conclui-se que o lazer pode ser entendido como uma atividade prática em ambiente de caverna realizada no tempo livre. Ele promove o prazer individual e coletivo, um contato máximo com a natureza que proporciona sensações, emoções, bem-estar, aventura e a descoberta, por meio do caving, na contemplação do ambiente cavernícola.

Palavras-chave


Lazer; Caving; Relação Socioambiental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v26i3.8813

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement