LAZER NOS CENTROS DE CONVIVÊNCIA DOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO NORTE DO PARANÁ

Maria Angela Garcia De Almeida, Valdilene Wagner, Leonardo Pestillo de Oliveira

Resumo


Evidências demonstram o aumento da expectativa de vida em pessoas acima dos 60 anos. O lazer, aliado a outros determinantes, pode ser decisivo para a qualidade de vida da pessoa idosa. Este estudo analisou o direcionamento das atividades de lazer desenvolvidas nos Centros de Convivência de Idosos (CCI) nos Municípios da Região Norte do Paraná e a importância do gosto do idoso na seleção das atividades dos Centros de Convivência. Essa é uma pesquisa descritiva, de caráter quantitativo realizada com uma amostra composta por 200 idosos de 10 Municípios, os quais responderam a um questionário composto por questões abertas, fechadas e mistas respaldadas pelos objetivos propostos. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, frequência e porcentagem. As atividades desenvolvidas pelos centros de convivência analisados não estão em consonância com o gosto dos indivíduos e se repetem no decorrer do tempo, não respeitando as mudanças culturais e sociais de cada geração. Conclui-se que, atender ao gosto dos idosos emergiu como um fator indispensável para a emancipação, o desenvolvimento psíquico e físico visando a amplitude de possibilidades para o envelhecimento saudável e consequentemente, para a qualidade de vida.

Palavras-chave


Envelhecimento ativo; Centro de Convivência; Atividades de lazer

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v26i3.9631

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement