O marketing esportivo como balizador na construção e fortalecimento da identidade do voleibol na capital federal - estudo de caso: Banco do Brasil

Cinthya Cavalcante Mota Ribeiro, Ronaldo Rodrigues Silva

Resumo


O voleibol brasileiro tornou-se o 2º esporte mais praticado e mais popular no
Brasil ficando atrás, somente do futebol (IBOPE, 2007). Mas, foi em 1991, que o
voleibol brasileiro teve sua grande sacada; teve e mantém até os dias atuais,
como sua principal parceira, o banco mais antigo e popular do país – o Banco do
Brasil (BB). Foi quando esta entidade começou a empregar o marketing
esportivo no conceito de negócios associando sua marca a um esporte com
grande ascensão. A cidade que mais aparece no cenário nacional Político, tanto
na rede televisiva quanto na mídia impressa, é a capital do Brasil. Dela saem as
principais decisões políticas que regem o país, mas que infelizmente, falta uma
política para o esporte. Assim, este artigo discorre sobre a falta de uma política
esportiva para o voleibol brasiliense com dados obtidos por meio de uma
pesquisa qualitativa, através de uma revisão na literatura e aplicação de
questionários e entrevistas. Com o objetivo de analisar o marketing esportivo
como balizador na construção e fortalecimento da identidade do voleibol na
capital federal foi realizado um estudo de caso do Banco do Brasil. Foi realizada
uma investigação qualitativa - estudo de caso - de fatos e dados relativos ao
marketing esportivo utilizado pela empresa estatal Banco do Brasil. O estudo
apontou A falta de ousadia por parte dos empresários ou uma melhor
administração de verbas. O investimento em mídia televisiva e/ou impressa
apenas para a divulgação de um produto da empresa torna-se muito mais
oneroso do que o amparo a atletas amadores com condições de se tornarem
futuros atletas profissionais, que levarão em sua carreira o apoio e o incentivo da
empresa de forma produtiva.

Palavras-chave


Educação Física, Esportes,História; Educação; Sociologia; Psicologia; Direito; Ciência da Informação

Texto completo:

PDF