PRIMEIROS SOCORROS COMO CONTEÚDO CONCEITUAL NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: OPÇÃO OU NECESSIDADE?

Autores

  • Camila Sousa Lacerda Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Ronê Paiano Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Kamila Santos Ressureição Universidade Presbiteriana Mackenzie

Resumo

Todas as pessoas, de qualquer idade, em qualquer ambiente e nas mais diversas situações estão sujeitas a se acidentarem ou sofrerem um mal súbito. As consequências, em qualquer uma dessas situações, são diretamente proporcionais à gravidade do ocorrido e à qualidade e presteza no pronto atendimento. O objetivo foi analisar o conhecimento que alunos do ensino médio possuem sobre os primeiros socorros em seu eixo mais comum, como desmaios, convulsões, corte entre outros. A amostra foi composta por 45 alunos do primeiro ao terceiro ano do ensino médio, com idade entre 14 e 18 anos, sendo 23 meninas e 22 meninos. Como instrumento de coleta, foi entregue um questionário adaptado de Pergola e Araujo (2008), pelos pesquisadores, com perguntas abertas e fechadas relacionadas aos Primeiros socorros. Conclui-se que os alunos possuem conhecimento básico sobre procedimentos em situações de emergência, mas falta para eles uma formação concreta e conhecimento adequado para agir de maneira correta e segura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Sousa Lacerda, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Graduada em Educação Física pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

Ronê Paiano, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Mestre em Educação Arte e História da Cultura pela UNiversidade Presbiteriana Mackenzie, Coordenador do Curso de Educação Física, professor nos cursos de Educação Física e Pedagogia.

Kamila Santos Ressureição, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Professora Mestre nos Cursos de Educação Física e Fisioterapia da Universidade Presbiteriana Mackenzie

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2015-08-26

Edição

Seção

Educação Física Pesquisa