ONDE ESTÃO OS MELHORES CORREDORES DE RUA DO BRASIL?

Autores

  • Mabliny Thuany Universidade Federal de Sergipe (UFS)
  • Thayse Natacha Queiroz Ferreira Gomes Universidade Federal de Sergipe (UFS)
  • Raphael Fabrício de Souza Universidade Federal de Sergipe (UFS)
  • Marcos Bezerra de Almeida Universidade Federal de Sergipe (UFS)

DOI:

https://doi.org/10.31501/rbcm.v29i2.11100

Resumo

A análise do desempenho esportivo deve ser feita através de uma perspectiva que contemple a influência de diversos fatores. Neste contexto, fatores socioeconômicos e demográficos do estado apresentam-se, também, como preditores no desempenho esportivo, sobretudo em esportes que aparentemente são considerados “baratos e de fácil acesso” como é o caso da corrida de rua. Sendo assim, o propósito do trabalho é apresentar uma descrição da distribuição dos melhores corredores de rua a nível nacional, e verificar a relação entre a representatividade no ranking e variáveis relacionadas ao estado, sendo elas: índice de desenvolvimento humano, tamanho da população, rendimento mensal e produto interno bruto. Para verificação da distribuição dos corredores no país, foi verificada a frequência de atletas no ranking, conforme estado. A correlação de Pearson (r) foi utilizada para verificar a relação existente entre as variáveis relacionadas ao estado e a presença dos corredores no ranking, sendo considerado p<0,05. Foi observada uma maior representatividade das regiões Sudeste e Sul, comparativamente às demais regiões do Brasil, para além do fato de que houve correlação positiva e significativa entre as variáveis “tamanho da população” e “produto interno bruto” com os estados representados no ranking. Deste modo, conclui-se que àquelas regiões que possuem melhores valores desses indicadores são mais propensas a obterem uma maior quantidade de atletas no ranking por fatores como: maior número de atletas praticantes da modalidade e fatores econômicos que sustentam os seus praticantes durante a dedicação ao esporte e que culminam em uma maior representatividade relativamente às demais regiões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mabliny Thuany, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Programa de Pós Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Sergipe (PPGEF/UFS)

Thayse Natacha Queiroz Ferreira Gomes, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe (DEF/UFS) - Programa de Pós Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Sergipe (PPGEF/UFS)

Raphael Fabrício de Souza, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe (DEF/UFS)

Marcos Bezerra de Almeida, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe (DEF/UFS) - Programa de Pós Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Sergipe (PPGEF/UFS)

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2022-03-22

Edição

Seção

Artigo Original