PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS À INSATISFAÇÃO COM A IMAGEM CORPORAL EM ESCOLARES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Autores

  • Rizia Rocha Silva Universidade Federal de Goiás - UFG
  • Lucas Lima Galvão Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM
  • Gaia Salvador Claumann Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Lucas dos Santos Universidade Estadual do Tocantins - UNITINS
  • Rafaela Gomes dos Santos Universidade do Estado da Bahia - UNEB
  • Douglas de Assis Teles Santos Universidade do Estado da Bahia - UNEB

DOI:

https://doi.org/10.31501/rbcm.v30i4.14326

Resumo

Este estudo teve como objetivo analisar a prevalência de insatisfação com a imagem corporal e a sua associação com sexo, estado nutricional e obesidade abdominal, em escolares dos anos iniciais do ensino fundamental. Trata-se de um estudo epidemiológico, com delineamento transversal, conduzido com 563 crianças (285 meninos e 278 meninas) de seis a dez anos de idade, as quais eram escolares do ensino fundamental da rede pública de Teixeira-BA. A insatisfação com a imagem corporal foi verificada por meio de uma escala de silhuetas. As crianças foram classificadas em satisfeitas, insatisfeitas pelo excesso, ou insatisfeitas pela magreza. O estado nutricional foi averiguado por meio do índice de massa corporal, o qual foi categorizado como peso normal ou sobrepeso. Já a obesidade abdominal foi identificada a partir da medida da circunferência da cintura, classificada em normal ou elevada. Para a análise inferencial foi adotada a regressão logística multinomial, pela qual foram calculadas as Odds Ratios (ORs) e seus respectivos Intervalos de Confiança (IC) de 95,00%. Observou-se que 78,70% (meninas: 79,10%; meninos: 78,20%; p = 0,796) das crianças estavam insatisfeitas com a imagem corporal. Ademais, foi averiguado que as crianças com sobrepeso (OR: 4,69; IC95%: 2,54-8,66) e as com circunferência da cintura elevada (OR: 3,92; IC95%: 1,86-8,25), apresentaram maior chance para a insatisfação com a imagem corporal pelo excesso de peso. Portanto as evidências averiguadas mostraram que a prevalência de insatisfação com a imagem corporal foi elevada em ambos os sexos. Além do mais, foi identificado que a insatisfação pelo excesso de peso esteve associada ao sobrepeso e a obesidade abdominal.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas dos Santos, Universidade Estadual do Tocantins - UNITINS

Graduado em Educação Física; Doutorando em Ciências da Saúde

Downloads

Publicado

2023-11-03

Edição

Seção

Artigo Original