COMPARAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR ENTRE MULHERES BRASILEIRAS COM E SEM SOBREPESO/OBESIDADE - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v22n1p5-11

Autores

  • Tatiane Gomes Teixeira
  • Ramires Alsamir Tibana
  • Denis César Leite Vieira
  • Vitor Tajra
  • Sandor Balsamo
  • Ricardo Yuko Asano
  • Alessandro de Oliveira Silva
  • Jonato Prestes

DOI:

https://doi.org/10.18511/rbcm.v22i1.3604

Resumo

A obesidade é atualmente um dos maiores problemas de saúde pública em países desenvolvidos e em desenvolvimento, estudos têm demonstrado que baixos níveis de força muscular estão fortemente associados à prevalência de sobrepeso/obesidade, entretanto, nenhum estudo analisou a força muscular em mulheres com sobrepeso/obesidade brasileiras. O presente estudo pretendeu comparar a força muscular entre mulheres com e sem sobrepeso/obesidade. Nós usamos dados de 36 ( 33,7 ± 7,2 anos) mulheres Brasileiras com sobrepeso/obesidade e 35 mulheres eutróficas (30,3±7,0 anos). A obesidade foi definida de acordo com a Organização Mundial de Saúde e a força muscular foi mensurada através do teste de preensão manual. A força muscular ajustada pelo peso corporal foi significativamente menor em mulheres com sobrepeso/obesidade (p=0,001), além disso, houve uma relação negativa entre a massa corporal (r=-0,52), índice de massa corporal (r=-0,51), circunferência da cintura (r=-0,37) e razão cintura/estatura (r=-0,30). Baixo nível de força muscular relativa pode ser um dos aspectos característicos em mulheres com SM.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiane Gomes Teixeira

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação Física - UCB

Downloads

Publicado

2013-06-06

Edição

Seção

Artigo Original