ESTRATÉGIAS DE COPING E SINTOMAS DE BURNOUT EM ATLETAS DE FUTSAL DE ALTO RENDIMENTO - DOI: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v22n3p69-75

Autores

  • Ricardo Henrique Bim
  • José Roberto Andrade do Nascimento Junior Universidade Estadual de Maringá
  • Adolpho Cardoso Amorim Universidade Estadual de Maringá
  • José Luiz Lopes Vieira Universidade Estadual de Maringá
  • Lenamar Fiorese Vieira Doutorando do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM-UEL. Departamento de Educação Física, Universidade Estadual de Maringá.

DOI:

https://doi.org/10.18511/rbcm.v22i3.4351

Resumo

Este estudo investigou as estratégias de coping e os sintomas de burnout em atletas adultos de futsal do estado do Paraná. Participaram da pesquisa 58 esportistas, membros das quatro equipes paranaenses participantes da Liga Nacional de Futsal 2011. Como instrumentos, foram utilizados o Questionário de Burnout para Atletas e o Inventário Atlético de Estratégias de Coping. Para a análise dos dados, utilizaram-se o teste Kolmogorov-Smirnov, o alfa de Cronbach, a Anova de Medidas Repetidas, o “U” de Mann-Whitney e a correlação de Spearman (p < 0,05). Os resultados evidenciaram que o sintoma de burnout mais presente entre os atletas foi o reduzido senso de realização esportiva (Md = 2,50) e as estratégias de coping mais utilizadas pelos atletas foram confiança e motivação (Md = 2,63) e rendimento máximo sob pressão (Md = 2,50). Os atletas convocados para a seleção brasileira utilizam mais as estratégias de rendimento máximo sob pressão (p = 0,049), confiança e motivação (p = 0,010) e treinabilidade (p = 0,044) quando comparados aos demais. Os jogadores das equipes não classificadas para as finais apresentaram maior treinabilidade (p = 0,001) e menor reduzido senso de realização esportiva (p = 0,010). Ademais, verificou-se correlação da desvalorização do atleta com as estratégias de concentração (r = -0,41) e confiança e motivação (r = -0,38). Concluiu-se que o nível de desempenho da equipe e do atleta demonstrou ser um elemento interveniente nas estratégias de coping e nos sintomas de burnout.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Henrique Bim

Mestre em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Fisica UEM-UEl.

José Roberto Andrade do Nascimento Junior, Universidade Estadual de Maringá

Doutorando do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM-UEL. Departamento de Educação Física, Universidade Estadual de Maringá.

Adolpho Cardoso Amorim, Universidade Estadual de Maringá

Doutorando do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM-UEL. Departamento de Educação Física, Universidade Estadual de Maringá.

José Luiz Lopes Vieira, Universidade Estadual de Maringá

Professor Doutor do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM-UEL. Departamento de Educação Física, Universidade Estadual de Maringá.

Lenamar Fiorese Vieira, Doutorando do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM-UEL. Departamento de Educação Física, Universidade Estadual de Maringá.

Professora Doutor do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM-UEL. Departamento de Educação Física, Universidade Estadual de Maringá.

Downloads

Publicado

2014-09-06

Edição

Seção

Artigo Original