Tradução e confiabilidade do Cuestionário de Conocimiento Procedimental en Voleibol para a língua portuguesa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31501/rbcm.v27i2.9388

Resumo

O presente estudo teve como objetivo realizar adaptação transcultural do Cuestionario de Conocimiento Procedimental en Voleibol para a língua portuguesa corrente no Brasil. Para tradução e adaptação do questionário, foi empregada a técnica de tradução e retro tradução por dois tradutores distintos. As etapas seguintes de equivalência semântica, conceitual e idiomática foram realizadas por um total de seis especialistas no voleibol, dentre eles quatro brasileiros, um venezuelano (instrutor da FIVB) e um uruguaio (presidente da Associação Uruguaia de Voleibol). Posteriormente para se verificar o grau de compreensão da população alvo e consistência interna do questionário, o mesmo foi aplicado a 31 atletas de voleibol com idade de 12 a 15 anos, de ambos os sexos, de um clube local que participa de competições regionais e/ou nacionais. Utilizou-se o SPSS versão 24.0 para realizar as medidas descritivas e estimar o coeficiente de alfa de Cronbach para verificar a consistência interna do instrumento. Como resultado do estudo foi realizada a efetuação da tradução e adaptação transcultural do instrumento para língua portuguesa, a qual não foram realizadas grandes modificações com relação ao questionário, apenas a adição de alguns termos ou palavras para melhorar o entendimento do mesmo e, sobre a avaliação da consistência interna do instrumento, foi obtido o valor de alfa de Cronbach de 0.72, tornando-o aceitável segundo a literatura especializada. Conclui-se que o instrumento foi traduzido, adaptado e possui valor de consistência interna aceitável, porém, faz-se necessário que outros estudos sejam conduzidos para realizar a validação por completo do presente instrumento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Fellipe Soares Maranhão, Universidade Federal da Paraíba

Departamento de Educação Física

Leonardo de Sousa Fortes, Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Pernambuco, Recife/PE.

Psicologia do Esporte e Treinamento de Força

Pedro Pinheiro Paes, Universidade Federal de Pernambuco

Programa de Pós Graduação em Educação Física

Downloads

Publicado

2019-06-12

Edição

Seção

Artigo Original