AEROBIC FITNESS AND TYPE OF RECOVERY INFLUENCE POST-EXERCISE HEART RATE RECOVERY IN YOUNG WOMEN

Autores

  • Gabriel Kolesny Tricot Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.
  • Jaqueline Alves de Araújo Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.
  • Fabiula Isoton Novelli Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.
  • Gisela Arsa Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.
  • Lucieli Teresa Cambri Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.

DOI:

https://doi.org/10.31501/rbcm.v27i2.9864

Resumo

This study aimed to analyze both influence of aerobic fitness and active recovery in heart rate (HR) reduction after maximum exercise (i.e. maximum incremental test) in untrained young women. Seventeen women were evaluated (23.88 ± 4.85 years), divided by the medium of peak of consumption of oxygen (30.80 mL.kg-1.min-1), in higher or lower aerobic fitness obtained during a maximum incremental test performed on a cycle ergometer. The post-exercise recovery was performed actively and passively, on two randomly non-consecutive days. It was noticed that HR at 6th and from the 6th to 10th min after the passive and active recovery, respectively, was lower in the higher aerobic fitness group, beyond that, the values of %HR reduction from the 6th to 10th min at 6th min after passive and active recovery, respectively, were higher in the higher aerobic fitness group. After active recovery, HR in 8th and 9th min and %HR reduction of the 8th to 10th min were lower and higher, respectively (p<0.05) than passive recovery in the lower aerobic fitness group. In short, the aerobic fitness influenced HR reduction after maximum exercise in untrained young women, mainly, after passive recovery. Besides that, the active recovery showed benefits in HR reduction in lower aerobic fitness group.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Kolesny Tricot, Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso (2017). Atualmente é aluno de mestrado em Educação Física no Programa de Pós-Graduação em Educação Física, na linha de pesquisa Atividade e Saúde, pela Universidade Federal de Mato Grosso.

Jaqueline Alves de Araújo, Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso (2017). Atualmente é mestranda no Programa de Pós Graduação em Educação Física, na linha de pesquisa "Ajustes e Adaptações Metabólicas e Fisiológicas ao Exercício e a Dieta" da Universidade Federal de Mato Grosso.

Fabiula Isoton Novelli, Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso (2017). Atualmente é mestranda no Programa de Pós Graduação em Educação Física (bolsista CAPES), na linha de pesquisa "Atividade Física e Saúde" da Universidade Federal de Mato Grosso.

Gisela Arsa, Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.

Possui título de Doutorado em Educação Física, na área de concentração "Atividade Física e Saúde" obtido na Universidade Católica de Brasília (DF), sob orientação do Dr. Herbert Gustavo Simões, atuando na linha de pesquisa de "exercício físico e diabetes tipo 2". Como parte da formação é graduada em Educação Física (licenciatura plena) pela Universidade de Mogi das Cruzes (SP). Tem experiência em prescrição e acompanhamento de exercícios físicos para populações especiais. Atualmente é professora da Universidade Federal de Mato Grosso, pertencendo ao Departamento de Educação Física, ministrando aulas no curso de graduação em Educação Física, bem como faz parte do corpo docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu de Educação Física, atuando nas linhas de "Atividade Física e Saúde" e "Ajustes e adaptações metabólicas e fisiológicas ao exercício físico e a dieta".

Lucieli Teresa Cambri, Federal University of Mato Grosso (UFMT), Cuiabá-MT, Brazil.

Doutora pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (2011), com período sanduíche na Universidade do Porto/Portugal (2010). Mestre em Ciências do Movimento Humano pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC (2007). Especialista em Ciências do Movimento Humano (2004) e Graduada em Educação Física (2003) pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Atualmente é docente Adjunta III da Faculdade de Educação Física, do PPG de Educação Física e do PPG em Nutrição, Alimentos e Metabolismo da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT. É líder do grupo de pesquisa "Grupo de estudo e pesquisa das adaptações cardiometabólicas ao exercício físico - GEPACEF, vinculado a UFMT. Já foi membro de órgãos colegiado de graduação e Pós-graduação, do Comitê de Ética em Pesquisa. É revisora de periódicos nacionais e internacionais. Tem trabalhos apresentados em congressos, no Chile (2009), Estados Unidos (2010 a 2016, 2018), Turquia (2010), Argentina (2011), Inglaterra (2011) e Holanda (2014). Tem experiência na área de Fisiologia Endócrino-Metabólica e Exercício, atuando principalmente com os temas: exercício físico, obesidade, diabetes mellitus, síndrome metabólica, pressão arterial, desnutrição, capacidade aeróbia, metabolismo, variabilidade da frequência cardíaca, recuperação da frequência cardíaca. Possui projetos financiados por agências de fomento à pesquisa (CNPq, FAPEMAT e PROPeq/UFMT), extensão (UFMT/PROCEV/CODEX), pesquisador internacional visitante (SECRI/UFMT), assim como, já recebeu auxílio à participação (CNPq, CAPES e PROPeq/UFMT) e organização de eventos científicos (FAPEMAT). Coordenadora do I Congresso de Obesidade, Doenças Metabólicas e Exercício Físico - CODMEF.

Downloads

Publicado

2019-06-12

Edição

Seção

Artigo Original