O LADO SOMBRIO DA GLOBALIZAÇÃO: CRIMES ELETRÔNICOS

Autores

  • Anderson Luís Ramos Ferracioli Universidade Católica de Brasília
  • Leila Bijus

DOI:

https://doi.org/10.18837/rda.v10i1.5079

Resumo

DOI: http://dx.doi.org/10.18837/1518-9562/direito.acao.v10n1p131-168

RESUMO: O presente trabalho discorre sobre o contexto da globalização,as relações comerciais, assim como a responsabilidade civil dos provedores de internet, que infringem a lei e praticam uma série de atos ilícitos prejudiciais ao cidadão. Da mesma forma que as intermediações não possuem fronteiras, e se verifique uma livre circulação de mercadoria, do outro lado, fragiliza a figura do consumidor que não possui uma regulamentação de proteção aos seus direitos no âmbito internacional. Diante disso, há de se falar da aplicação deste instituto no direito pátrio e como ele se aplica a alguns tipos de provedores. Pretende-se com esta pesquisa auxiliar os aplicadores do direito nos casos referentes aos provedores deinternet e, também, levantar novas discussões acerca de questõesrelacionadas aos atos ilícitos praticados no meio digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-06-28

Como Citar

Ferracioli, A. L. R., & Bijus, L. (2014). O LADO SOMBRIO DA GLOBALIZAÇÃO: CRIMES ELETRÔNICOS. Direito Em Ação - Revista Do Curso De Direito Da UCB, 10(1). https://doi.org/10.18837/rda.v10i1.5079

Edição

Seção

Artigos