Lagoquilascaríase humana: um diagnóstico desafiador

Vitorino Modesto Santos

Resumo


Comenta-se um estudo de caso sobre lagoquilascaríase humana publicado três décadas depois do diagnóstico estabelecido em 1988. Com base nesse exemplo, cogita-se que casos não relatados, baixos índice de suspeita e confusões diagnósticas possam influenciar na raridade da zoonose. Outro caso da helmintíase, diagnosticado naquele mesmo ano, é analisado comparativamente. Além disso, as principais características dessa rara enfermidade são apresentadas de uma forma concisa. O objetivo é aumentar a suspeita diagnóstica entre os profissionais da atenção primária à saúde.

Texto completo:

PDF