Carcinoma de células renais - relato de caso

Autores

  • Vitorino Modesto dos Santos Universidade Católica de Brasília e Hospital das Forças Armadas (HFA), Brasília-DF
  • Sarah Pires Domongues Rodrigues Hospital da Forças Armadas (HFA), Brasília-DF
  • Luciana Nunes Assis Daameche Hospital da Forças Armadas (HFA), Brasília-DF
  • Bruno Tenório Gomes Hospital da Forças Armadas (HFA), Brasília-DF
  • Carla Vanessa Oliveira silva Hospital da Forças Armadas (HFA), Brasília-DF

Resumo

O carcinoma de células renais corresponde de 80 a 85% das neoplasias renais malignas e representa a malignidade urológica mais letal. A tríade clássica (dor no flanco, hematúria e massa renal palpável no abdome) ocorre em menos de 10% dos casos; e, quando presente, sugere fortemente doença localmente avançada. O exame de imagens de escolha para o diagnóstico desse tumor é a tomografia computadorizada de abdome com contraste. A nefrectomia radical é a principal modalidade terapêutica. Relata-se o caso de uma mulher idosa portadora de carcinoma de células renais em estádio avançado e que foi submetida à nefrectomia radical esquerda com sucesso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vitorino Modesto dos Santos, Universidade Católica de Brasília e Hospital das Forças Armadas (HFA), Brasília-DF

Professor Adjunto I da UCB e Preceptor do Departamento de Medicna Interna do HFA

Sarah Pires Domongues Rodrigues, Hospital da Forças Armadas (HFA), Brasília-DF

Residente de Clínica Médica do HFA

Luciana Nunes Assis Daameche, Hospital da Forças Armadas (HFA), Brasília-DF

Residente de Clínica Médica do HFA

Bruno Tenório Gomes, Hospital da Forças Armadas (HFA), Brasília-DF

Residente de Cllínica Médica do HFA

Carla Vanessa Oliveira silva, Hospital da Forças Armadas (HFA), Brasília-DF

Preceptora de Oncologia do HFA

Downloads

Publicado

2019-12-29