Readmissão por dependência química: análise documental em clínica psiquiátrica

Juliana Rodrigues Faria da Silva, Maria Aparecida Penso

Resumo


Introdução: Apresentou-se dados sobre as comorbidades associadas ao uso de múltiplas drogas no contexto das reinternações psiquiátricas por dependência química. Deste modo pretendeu-se colaborar com profissionais de saúde que trabalham em saúde mental, principalmente em dependência química. Objetivo: Estudar a prevalência de transtornos mentais associados ao uso de múltiplas drogas em reinternações por dependência química.  Casuística e Método: Pesquisa descritiva e quantitativa realizada no Distrito Federal em clínica psiquiátrica na Unidade de Dependência Química masculina. Foram avaliados 76 prontuários a partir de roteiro para análise documental e de documento interno da clínica com informações adicionais. Resultados: Os autores observaram que ao longo do tempo de uso abusivo de drogas, os pacientes tendem a experimentar e fazer uso regular de outras drogas. Os casos de reinternação foram, em sua maioria, pelo uso de múltiplas drogas (95%). O uso de múltiplas drogas pode estar associado ao desenvolvimento de transtornos mentais relacionados ao uso abusivo de substâncias psicoativas. 31% dos 76 pacientes internados na unidade de dependência química apresentaram transtornos mentais dentre eles, transtorno afetivo bipolar e esquizofrenia, além do uso abusivo de drogas. Conclusão: Observou-se alta prevalência de transtornos mentais associados ao uso de múltiplas drogas e que as reinternações por dependência química foram, majoritariamente, pelo uso de diversas substâncias.


Texto completo:

PDF