Abordagem diagnóstica das doenças exantemáticas na infância

Autores

  • Josenilson Antônio da Silva Universidade Católica de Brasília
  • Raquel Ferreira Universidade Católica de Brasília
  • Amani Moura Hamidah Universidade Católica de Brasília
  • Vitor Laerte Pinto Junior Universidade Católica de Brasília

Resumo

O acometimento de crianças por doença exantemática é um dos quadros mais comuns da prática médica, impondo dificuldade diagnóstica frequentemente. Diversas condições podem cursar com exantema, sendo que as causas infecciosas são responsáveis por mais de 70 % dos episódios. A maior parte dos exantemas são autolimitados, todavia a correta identificação da etiologia tem importância clínica pela gravidade e piora do prognóstico em caso de atraso no diagnóstico em alguns casos, e para a saúde pública, tendo em vista o potencial de contagio das causas infecciosas. A inespecificidade clínica das doenças exantemáticas exige uma abordagem sistemática para o seu diagnóstico que inclui a coleta de anamnese completa e exame físico amplo e cuidadoso. Esses são os principais instrumentos para a elucidação diagnóstica, permitindo igualmente a orientação para a conduta diagnóstica laboratorial. Esse artigo tem o objetivo de descrever as principais características clínico-epidemiológicas dos exantemas, enfatizando que a anamnese e o exame físico são as principais ferramentas para auxílio no diagnóstico diferencial e consequente manejo do paciente acometido por doença exantemática na infância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josenilson Antônio da Silva, Universidade Católica de Brasília

Acadêmico de Medicina (12º Semestre) - Universidade Católica de Brasília

Raquel Ferreira, Universidade Católica de Brasília

Amani Moura Hamidah, Universidade Católica de Brasília

Vitor Laerte Pinto Junior, Universidade Católica de Brasília

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2012-05-04