Síndrome de Mayer-Rokitansky-Kuster-Hauser: uma revisão da literatura

Autores

  • Diego Fraga Rezende Universidade Católica de Brasília
  • Arquimedes Vieira Rezende Filho Universidade Católica de Brasília
  • Gabriela Nunes Oliveira Universidade Católica de Brasília
  • Hanae Araujo Mourão Universidade Católica de Brasília
  • José Miguel Pinto Neto Universidade Católica de Brasília
  • Parizza Ramos de Leu Sampaio Universidade Católica de Brasília

Resumo

A síndrome de Mayer-Rokitansky-Kuster-Hauser (SMRKH) é uma forma de agenesia mulleriana caracterizada por agenesia parcial ou completa da vagina e anomalias uterinas e tubárias, que podem incluir ausência ou hipoplasia. A incidência em neonatos do sexo feminino varia de 1 para 4000-5000 nascidas vivas. As pacientes apresentam cariótipo 46,XX e caracteres sexuais secundários normais. Na maioria das vezes é possível chegar ao diagnóstico com base em uma alta suspeita clínica associada a um exame físico e ginecológico minuciosos. Os estudos de imagem e a laparoscopia são complementos valiosos para o diagnóstico das anormalidades associadas e para a determinação precisa da morfologia das estruturas pélvicas. O tratamento anatômico indicado é a criação de um canal vaginal. A associação frequente da síndrome com distúrbios somáticos e psicossociais exigem como parte integrante do tratamento o acompanhamento psicológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Fraga Rezende, Universidade Católica de Brasília

Acadêmico do Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília.

Arquimedes Vieira Rezende Filho, Universidade Católica de Brasília

Acadêmico do Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília.

Gabriela Nunes Oliveira, Universidade Católica de Brasília

Acadêmica do Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília.

Hanae Araujo Mourão, Universidade Católica de Brasília

Acadêmica do Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília.

José Miguel Pinto Neto, Universidade Católica de Brasília

Acadêmico do Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília.

Parizza Ramos de Leu Sampaio, Universidade Católica de Brasília

Médica, mestre, professora do Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília.

Downloads

Publicado

2013-08-31