Frequência estimada e autodeclarada em mulheres da Cidade Estrutural, Brasília, DF

Liana Chaul Sfair, Roberto Jose Bittencourt, Parizza Ramos de Leu Sampaio, Fernanda Alves de Sousa Costa, Bárbara Assumpção Paes Leme, Bárbara Vieira Carneiro, Ana Carolina Pessôa Simões

Resumo


Objetivo: relatar os resultados de questionário simples e discutir sobre a pesquisa de base populacional na abordagem dos temas aborto. Métodos: estudo observacional, analítico e transversal, com amostragem aleatória, coletada em visita domiciliar. A análise dos dados foi realizada com o programa Epi-info versão 3.5.3 e Excel 2007.  Resultados: foram aplicados 188 questionários. Desses 25% relataram aborto. Quando se relacionou a idade e a frequência de aborto obteve 9% entre a faixa etária de 39 e 48 anos. Quanto à etnia e aborto 33,3% se declarou preta. Conclusão: a população feminina da cidade estrutural não se diferenciou acentuadamente quando se compara com outras populações.


Texto completo:

PDF