Avaliação da Prevalência de alterações dermatológicas em pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico

Autores

  • Gabriella Santos Basile Martins Universidade Católica de Brasília
  • Caroline Rocha Universidade Católica de Brasília
  • Isabela Monteiro Zein Sammour Esteves Universidade Católica de Brasília
  • Julianne Lira Maia Universidade Católica de Brasília
  • Luciana Martins Trajano de Arruda Universidade Católica de Brasília
  • Luis Henrique Simon Zanatta Universidade Católica de Brasília
  • Mariana Vicente Cesetti Universidade de Brasília
  • Gustavo de Paiva Costa Hospital de Base do Distrito Federal

Resumo

Objetivo: Avaliar a prevalência das alterações dermatológicas em pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico. Métodos: Estudo transversal realizado com aplicação de questionário a 96 pacientes com diagnóstico prévio de Lúpus Eritematoso Sistêmico, que consistia em análise da presença de quatro critérios dermatológicos no momento da consulta: Rash Malar, Fotossensibilidade, Lesões Discóides e Úlceras Orais.   Resultados: Dentre os 96 pacientes acompanhados através do ambulatório, 18 (18,75%) não apresentavam nenhum dos sinais dermatológicos do Lúpus Eritematoso Sistêmico, 63 (65,63%) pacientes apresentavam fotossensibilidade, 62 (64,58%) possuíam rash malar, 23 (23,96%) tinham presença de úlceras orais e 15 (15,63%) tinham lesões discoides.  Conclusão: Observamos que a alteração mais prevalente é a fotossensibilidade, seguida pelo rash malar, úlceras orais e, por último, as lesões discóides. O estudo também demonstrou que o LES é mais comum entre as mulheres. Estas alterações podem impor não somente um estigma físico, mas também psicológico, influenciando no convívio social das pacientes. Portanto, o uso precoce de filtros solares deve ser incentivado pelos profissionais de saúde como medida fácil e barata de proteção da pele, que é tão influenciada no LES.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriella Santos Basile Martins, Universidade Católica de Brasília

Médica, graduada pelo Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília

Caroline Rocha, Universidade Católica de Brasília

Médica, graduada pelo Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília

Isabela Monteiro Zein Sammour Esteves, Universidade Católica de Brasília

Médica, graduada pelo Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília

Julianne Lira Maia, Universidade Católica de Brasília

Médica, graduada pelo Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília

Luciana Martins Trajano de Arruda, Universidade Católica de Brasília

Médica, graduada pelo Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília

Luis Henrique Simon Zanatta, Universidade Católica de Brasília

Médico, graduado pelo Curso de Medicina da Universidade Católica de Brasília

Mariana Vicente Cesetti, Universidade de Brasília

Médica, residente de Dermatologia do Hospital Universitário de Brasília (HUB)

Gustavo de Paiva Costa, Hospital de Base do Distrito Federal

Médico Reumatologista, do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF)

Downloads

Publicado

2014-01-28