Fístula liquórica espontânea decorrente de deiscência por hiperpneumatização da parte petrosa do osso temporal esquerdo

Gleim Dias de Souza, Gabriela Gomes de Souza, Luciana Rodrigues Queiroz de Souza, Alexandre José Prado, Erick Martins Souza

Resumo


Fístulas liquóricas espontâneas são extremamente raras, são caracterizadas pela comunicação do espaço subaracnóideo com o meio externo. A patologia pode se apresentar com variadas manifestações clínicas como rinoliquorréia, otoliquorréia, cefaléia ortostática, sendo um risco potencial para infecção do sistema nervoso central. O caso apresentado é de um paciente de 52 anos, com queixa de otoliquorréia e cefaléia ortostática há 15 dias, diagnosticado com uma fístula liquórica espontânea decorrente de deiscência por hiperpneumatização da parte petrosa do osso temporal esquerdo.


Texto completo:

PDF